Around the world: Tailândia, parte 2!

Seguindo a nossa viagem pela Tailândia, com o Affonso, hoje vamos continuar o roteiro, contando mais algumas curiosidades. E, no último post da série, que aparece por aqui em breve, conheceremos os principais templos do país! Imperdível!!

Perdeu a primeira parte? Confere aqui!

Acordei cedo no segundo dia, por volta das 5(da madrugada! Hehe!), para aguardar a van que me levaria a Ayutthaya, antiga capital da Tailândia e atual patrimônio da humanidade. São mais ou menos 2 hs de Bangkok, mas vale muito a pena a visitinha. Acabei indo parar numa van cheia de Filipinos e depois que quebramos o gelo do caminho a van virou uma festa, uma cantoria só, não sabendo que era o mais desafinado.

14

16

15

17 18

Visitamos vários templos e palácios perdidos no meio do nada, vimos o maior Buda deitado da Tailândia, assistimos a uma cerimonia religiosa budista, e fomos a procura da famosa cabeça de budha entalhada em meio as raízes de árvore. A pergunta é: como ela foi parar ali? E, por isso mesmo, a imagem é fascinante.

19 20 21

Além de visitar Ayutthaya, a excursão também passou pelo Palácio de Verão (Bang Pa-In), onde as pessoas aproveitaram para conhecer os jardins e alguns fizeram um passeio de elefante. Nesse day trip estava incluído o transporte, almoço e as entradas das atrações.

Na volta, já em Bangkok, ainda tive um tempinho para andar por uns bairros e algo, que de cara me chamou a atenção, foi a figura do Rei Adulyadej. O Rei Monarca é reverenciado e respeitado, sem exceção, pelos tailandeses, que fazem sinal de reverência toda vez que se deparam com a foto do rei. Os tailandeses dizem que o Rei Adulyadej melhorou e muito a condição de vida deles.

A boa do dia seguinte foi o Mercado Flutuante de Damnoen Saduak, que abre ao amanhecer e fecha ao meio dia, de segunda à sexta-feira. Vale muito a pena a visita. Da pra sentir realmente como vivem os tailandeses. A forma tradicional com que os comerciantes negociam as mercadorias na Tailândia chama muito a atenção: pequenos e numerosos barcos ofertam coloridas frutas e verduras, oferecidas por mulheres tailandesas com chapéus de bambu. Como o local sempre está lotado, a melhor forma de aproveitar é dentro de um barco, que atravessa os pequenos canais para comprar os produtos frescos dos comerciantes.

Colunistas - Brasil - Copia

Anúncios

3 comentários sobre “Around the world: Tailândia, parte 2!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s