Luxemburgo – O último Grão-Ducado do Mundo

Para variarmos um pouquinho os temas, hoje o post fica por conta da colaboração do querido Affonso Recipute, seguindo com a volta ao Mundo, que já passou pela Tailândia, e suas dicas de viagens, com as impressões sobre um país curioso e impressionante: Luxemburgo. Não sei vocês, mas eu já fiquei super curiosa sobre o local e pretendo incluir todas as dicas de roteiro que vocês lerão abaixo, quando for minha vez de pisar em terras européias.

Por Affonso Recipute

Por Affonso Recipute

LUXEMBURGO – O ÚLTIMO GRÃO-DUCADO DO MUNDO

Já fazia algum tempo que queria muito conhecer esse país e confesso que saí apaixonado de lá! Luxemburgo é bem peculiar, a começar por suas dimensões, 82 km norte a sul e 57 km leste a oeste. É o único grão-ducado ainda existente, ou seja, uma democracia parlamentarista representada por um Duque. Esteve sempre presente em todas as importantes tomadas de decisões na Europa: foi um dos primeiros países a adotar o Euro e foi também fundador da UE – União Europeia e da ONU – Organização das Nações Unidas. Luxemburgo tem três idiomas oficiais: alemão, francês e luxemburguês, mas todo mundo fala inglês pra facilitar a vida do turista. Mesmo sendo de pequenas dimensões Luxemburgo está na lista do Patrimônio Mundial da UNESCO, por sua beleza e importância histórica e ainda ostenta a maior renda per capita do mundo. Não se vêem flanelinhas, pessoas pedindo dinheiro e mendigo nas ruas, o que é reflexo de um governo que deu certo. A cidade é extremamente limpa e organizada, com excelente transporte público e acessibilidade. A população tem um alto poder aquisitivo, o que talvez justifique o lema do país: “Nos queremos permanecer o que somos”.

Por Affonso Recipute

Por Affonso Recipute

Dicas de viagem

Luxemburgo pode ser conhecido em um ou dois dias. Para quem chega pelo aeroporto, uma opção bacana para quem quer economizar é pegar o ônibus número 9 até a estação de trem e da estação ir andando ao hotel, a viagem custa 2 euros.

Para quem vai ficar mais de um dia recomendo uma esticadinha para a cidade de Vianden, que fica pertinho de Luxemburgo. A cidade é um charme, casinhas bem características e aconchegantes. De lá se pode avistar grandiosas torres e também visitar o imponente Castelo de Vianden.

Tem que conhecer

Por Affonso Recipute

Por Affonso Recipute

Não deixe de visitar os túneis Casemates du Bock. São resquícios das fortificações medievais que existiram na cidade e que eram compostas de galerias escavadas nas rochas. No período compreendido entre a Primeira e a Segunda Guerra Mundial, estes túneis serviram de abrigo para mais de 35 pessoas e também foram usados por soldados como alvos estratégicos para surpreender os inimigos, pois ali eram colocados canhões e armamentos usados na guerra e hoje esse complexo de túneis foi declarado patrimônio da humanidade pela UNESCO.

Monument du Souvenir Gelle Fra (Mulher Dourada). Homenagem aos soldados de Luxemburgo que lutaram nas guerras

Vale a pena uma visita ao Palácio Ducale, onde habita o Grão-Duque de Luxemburgo. De lá pode ser observada a troca da guarda real que acontece diariamente no verão. Se for seu dia de sorte, talvez consiga uma visita ao interior do Palácio.

Na minha opinião, o lugar mais lindo da cidade é a região da Corniche, de onde se tem a vista do Grund, a cidade baixa, e das muitas pontes da cidade. É um vale realmente encantador!

Compras

Quer ir às compras em Luxemburgo? As Grande-Rue, Rue Du Cure, Rue Phillipe e Rue Guillaume são as principais ruas comerciais da cidade, lá você encontra de tudo, desde de artesanato à lojas de grife, café, chocolaterias, joalheiras, restaurantes, etc.

Curiosidades

Por Affonso Recipute

Por Affonso Recipute

Alguns outros pontos de interesse, que são legais pela história que representam são a Place Guillaume II e o Monumento Equestre do Rei do Grão-Ducado, Guglielmo II. E ainda a Place Clairefontaine com a estátua em bronze da Grã Duquesa Charlotte. Conta-se que ela reinou de 1919 a 1964 e foi uma das personalidades mais ilustres do século XX. Na base da obra está escrito “Mir hun lech gaër”, que significa: “Te queremos bem”.

Outra curiosidade do país é que ele tem duas populações: uma durante o dia e outra durante a noite. Grande parte das pessoas que trabalham na cidade de Luxemburgo não moram lá e muitos sequer moram no país. Ou seja, esses trabalhadores vêm e voltam diariamente da Alemanha, França, Bélgica, etc, o que deixa a cidade praticamente vázia durante à noite.

Curiosamente, a cidade tem 95 pontes. Para onde quer que se olhe há uma ponte. E, elas não são pequenas. São imponentes. A ponte que liga a cidade alta com a estação ferroviária tem 380 metros de comprimento, 44 metros de altura e 25 arcos.

Minha experiência em Luxemburgo, apesar de relativamente curta, foi surpreendente. O país possui grandes áreas verdes e ainda é hospitaleiro em relação ao turista, fui muito bem recebido onde ia.

Clique nas imagens para visualizá-las.

Abraços,

Affonso Recipute

Também ficaram loucos para conhecer, né?

Ah, e para quem quer mais informações sobre viagens, vida nômade e tudo mais, vale muito a pena acessar também o site da Karla Larissa, colega de Jornalismo da UFRN e que, junto com seu marido, deu a volta ao mundo: o Compartilhe Viagens.

Beijinhos,

Assinatura Dê Barcelos

Anúncios

Um comentário sobre “Luxemburgo – O último Grão-Ducado do Mundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s